Vitória e o objetivo mínimo de ultrapassar os 60 pontos

por Tiago Di Araujo - BNews em 30 de Agosto de 2020 19:00

Neste sábado (29), o Vitória bateu o Paraná por 1 a 0, jogando no Barradão, e manteve a invencibilidade na série B. O resultado colocou o Rubro-Negro em 6º lugar, com 10 pontos conquistados, em seis jogos. Cenário completamente diferente do que o time apresentou no Campeonato Brasileiro do ano passado, o que desta vez dá esperança ao torcedor do acesso à série A no final da competição.

Em 2019, o Leão só conseguiu ultrapassar a marca de 10 pontos na 15º rodada, quando venceu justamente o Paraná e foi a 12 pontos conquistados. Agora, com menos da metade das partidas, o contexto é bem distinto. Apesar disso, há quem ainda não esteja satisfeito com o futebol apresentado pelo time liderado pelo técnico Bruno Pivetti, que venceu duas partidas pelo placar mínimo, ambas com gols de pênalti, e teve quatro empates consecutivos.

Com o futebol agradando ou não o torcedor, o fato é que o Vitória parece estar caminhando bem para alcançar o seu objetivo mínimo, que é ultrapassar a marca de 60 pontos. Há muitos anos, os matemáticos colocam  65 pontos como a meta para conseguir o acesso à série A, o que é comprovado pelas edições anteriores da competição.

A única edição da série B que destoou desse cenário foi a de 2012, que inclusive, tinha o Vitória como um dos participantes. Naquela ocasião, o Rubro-Negro só conseguiu o acesso com 71 pontos ganhos, e ainda correndo risco de não subir. Isso porque, o São Caetano, que ficou em 5º na época, conquistou a mesma pontuação, assim como o 3º colocado, que foi o Athlético-PR. A diferença na tabela ficou por conta do número de vitórias e saldo de gols.

De lá pra cá, todos os times que conseguiram o acesso, na quarta colocação, posição limite para tal feito, tiveram entre 60 e 65 pontos, a exemplo do Atlético-GO no ano passado, que somou 62 pontos e se manteve firme no G-4 ao fim da competição. Já o Vitória, conquistou apenas 45 pontos e terminou em 12º lugar, o que já foi uma conquista diante do cenário de risco de rebaixamento para terceira divisão que o time atravessou no início do campeonato.

2019 - Atletico-GO - 62 pontos - 15 vitórias - 17 empates - 6 derrotas
---------- Vitória ficou em 12º - 45 pontos - 11 vitórias - 12 empates - 15 derrotas

2018 - Goiás - 60 pontos - 18 vitórias - 6 empates - 14 derrotas
2017 - Paraná - 64 pontos - 18 vitórias - 10 empates - 10 derrotas
2016 - Bahia - 63 pontos - 18 vitórias - 9 empates - 11 derrotas

2015 - América-MG - 65 pontos - 19 vitórias - 8 empates - 11 derrotas
---------- Vitória subiu em 3º - 66 pontos - 19 vitórias - 9 empates - 10 derrotas

2014 - Avaí - 62 pontos - 18 vitórias - 8 empates - 12 derrotas
2013 - Figueirense - 60 pontos - 18 vitórias - 6 empates - 14 derrotas

2012 - Vitória - 71 pontos - 21 vitórias - 8 empates - 9 derrotas
-------------- Atlético-PR em 3º e o São Caetano em 5º tiveram mesma pontuação

Levando em consideração tais dados, citados acima, para conquistar o objetivo de subir para primeira divisão, o Vitória precisa manter o nível de pontuação até o fim do campeonato. Ou seja, conquistar 10 pontos a cada seis jogos, o que em uma conta básica, mas não exata, daria ao Leão cerca de 63 pontos na 38ª rodada.

Já se o objetivo for o título da 2ª divisão, o desempenho rubro-negro precisa ser melhorado. Isso porque desde 2012, todos os campeões ultrapassaram a marca de 70 pontos, com exceção do Joinville, em 2014, que foi o único que conseguiu levantar a taça pontuando com o número exato.

Campeões série B
2019 - Bragantino - 75 pontos
2018 - Fortaleza - 71 pontos
2017 - América-MG - 73 pontos
2016 - Atlético-GO - 76 pontos
2015 - Botafogo - 72 pontos
2014 - Joinville - 70 pontos
2013 - Palmeiras - 79 pontos
2012 - Goiás - 78 pontos


Whatsapp

Mande um Comentário
Os comentários não representam a opinião do portal Galáticos Online. A responsabilidade é do autor da mensagem.

Ver todos

Publicidade

Fotos

Publicidade

Publicidade