Na realidade

por *Edson Almeida em 30 de Maio de 2014 10:48

É covardia tentar descarregar as frustrações da realidade do time do Bahia sobre os ombros unicamente do técnico Marquinhos Santos que, de repente, de grande revelação como estrategista passa a ser acusado de perder para o Santos, diante do Jóia da Princesa completamente lotado e esperançoso. pelas alterações no time e falta de discernimento nas substituições durante o jogo.

O problema é que maximizaram o desempenho tricolor, chegando a dizer que esta era a sua melhor campanha dos últimos tempos, confiando-se na concreta possibilidade de uma vaga na Libertadores e em boas perspectivas até de se disputar o título. Tudo isso, por causa de o time haver freqüentado o G-4 na quarta rodada, após vitórias sobre o Figueirense (2x0 e Botafogo (1x0) e um empate contra seu maior rival Vitória, por 1x1, alcançado já nos acréscimos do clássico. Com sete pontos, conseguiu mascarar por pouco tempo a falta de peças de reposição e, principalmente, de um atacante goleador, desses que hoje se chama de referência.

De lá pra cá, mesmo com outro empate em cima da hora contra o Flamengo, o Bahia vem despencando na tabela, mas o jogo que tinha a menos (contra o Sport, adiado pela greve da PM de Pernambuco), passou a ser citado como fator da saída do time do pelotão dos melhores.

O fundamental agora é não desesperar nem tentar culpar o técnico, pois o Bahia, com alguns jogadores lesionados (Uélliton, Lincoln e Rhayner), o grupo está fragilizado. O campeonato é longo, não se pode superestimar uma razoável campanha de três ou quatro jogos, mas ligar o sinal de alerta diante dos insucessos das três rodadas seguintes. Faltou portanto prudência.

É imperiso fazer prevalecer um certo favoritismo sobre a Chapecoense e o Sport, em jogos que serão realizados fora de casa, mas que, caso sejam conquistados quatro ou seis pontos, o Tricolor possa se distanciar agora da porta do grupo dos degoláveis, em que os outros dois nordestinos (Sport e Vitória) são seus companheiros e também têm chances de espantar a má fase.

*Edson Almeida é comentarista esportivo do Galático na Itapoan FM 

Whatsapp

Mande um Comentário
Os comentários não representam a opinião do portal Galáticos Online. A responsabilidade é do autor da mensagem.

Ver todos

Publicidade

Fotos

Publicidade

Publicidade