Muitos candidatos ao acesso à Série A, poucos com elenco

por Tarso Duarte em 14 de Julho de 2015 14:37

Passadas 12 rodadas da Série B do Campeonato Brasileiro, Bahia e Vitória estão consolidados na briga por uma vaga na elite do futebol nacional em 2016. Parece ser cedo, mas o fraco nível técnico apresentado na competição ajuda a definir que as equipes com maior potencial financeiro irão mesmo estar entre os 4 ou ao menos na briga até o final da segundona.
 
O nível técnico abaixo do esperado ajuda também a criar adversários que não eram previstos. Macaé, Paysandu e Sampaio Corrêa apresentam um bom futebol neste início de competição, mas são incógnitas para um campeonato longo como é o de pontos corridos.
 
Apesar do bom início, o time do interior carioca, bem como paraenses e maranhenses, deve enfrentar dificuldades por conta de lesões e suspensões, comuns no decorrer do campeonato e que podem decidir uma classificação ao final.
 
Bahia
 
Visto como um dos candidatos para subir desde o início da Série B, o Esquadrão vem justificando as previsões. Apesar de não conseguir mais ser o time que empolgou no primeiro semestre, a equipe de Sérgio Soares venceu todas na Fonte Nova e vem contando com a força da base quando os titulares são desfalques.
 
A equipe tem peças de reposição para quase todas as posições. Jailton já se mostrou um zagueiro que pode substituir Titi ou Róbson. Yuri, Gustavo Blanco, Rômulo e Bruno Paulista já não são surpresas e, no ataque, Jacó, João Leonardo e Mário contam com a confiança de Soares.
 
O problema do Bahia continua sendo as laterais, onde Tony, Adriano Apodi, Patric e Marlon ainda não conseguiram convencer, alternando boas partidas com atuações sofríveis, tanto defensivamente como ofensivamente.
 
Vitória
 
A crise instalada no Barradão desde o início de 2014 parece estar ficando no passado. Com as chegadas dos titulares Guilherme Matis, Diogo Mateus, Diego Renan e Pedro Ken os resultados positivos vieram e o risco de voltar à Série C deu lugar a esperança de retornar para a elite.
 
A preocupação com o Vitória fica justamente na qualidade do elenco como um todo, ou seja, os suplentes de Vagner Mancini irão dar conta do recado quando os titulares não jogarem?
 
Ao menos na proteção da defesa, o time não deve ter problemas, onde Marcelo Mattos chegou, e Amaral e até o jovem Marcelo estão tendo boas atuações. O setor de armação poderá contar com Pereira, aposta da diretoria, e com o jovem David, que vem com moral da base rubro-negra.
 
Em outras posições no entanto, o rubro-negro pode deixar a desejar. A defesa central formada por Mattis e Ramón tem como substituto imediato o criticado Ednei. Situação parecida com as laterais, onde Mansur e Romário são opções que na temporada atual não mostraram bons desempenhos em campo.
 
No setor ofensivo, os chamados atacantes de beirada, Rogério e Rhayner, estão crescendo de produção. O mesmo não acontece com o centroavante Élton, longe de ser o mesmo jogador de 2012. O artilheiro do Brasil, Robert, ainda não foi testado como titular, bem como o jovem Léo Ceará, terceira opção para o comando de ataque.
 
Em tempo
 
O bom início da dupla BaVi será ainda mais importante na segunda metade da Série B. Times como Ceará, Atlético-GO e Criciúma podem e devem entrar na disputa, mas terão mais dificuldades que os baianos após perderem pontos preciosos nas primeiras rodadas da competição nacional.

Whatsapp

Mande um Comentário
Os comentários não representam a opinião do portal Galáticos Online. A responsabilidade é do autor da mensagem.

Ver todos

Publicidade

Fotos

Publicidade

Publicidade